Odontopediatra pode gritar? Pode sim senhor. Mas…

Vamos combinar que não é fácil condicionar uma criança difícil? O controle de voz é uma técnica de manejo comportamental descrito por vários autores em todo mundo. Consiste em elevar o tom de voz para que a criança entenda que o profissional é o condutor da situação e não ela. Muito usada e, quando bem empregada, dá resultados excelentes!

dentistaMaaaaasss… Sempre tem um “mas” na vida. Torna-se EXTREMAMENTE necessário que o adulto responsável esteja a par e concorde com essa estratégia de condicionamento. Sobre falar alto com a criança para conseguir a cooperação, seguem algumas considerações:

  1. Controle de voz é o “plano B ” do condicionamento – quando esgotadas as tentativas de conseguir cooperação pelos métodos lúdicos e “cordiais”…
    Uma pesquisa feita na Espanha mostrou que a técnica mais aceita pelos pais é a do falar-mostrar- fazer. Isso é o que a gente mais quer também, claro! Mais tranquilinho p todo mundo, né? 🙂
    Olha aí o trabalho dos espanhóis: Luis de León J, Guinot Jimeno F, Bellet Dalmau LJ. Acceptance by Spanish parents of behaviour-management techniques used in paediatric dentistry. Eur Arch. Paediatr Dent. 2010 ;11(4):175-8.
    Já o 
    controle de voz só foi aceito por 7.8% dos pais em uma outra pesquisa… Controle de voz e contenção foram bem mais rejeitados nessa pesquisa do que sedação. 😦  –  Peretz B, Kharouba J, Blumer S. Pattern of parental acceptance of management techniques used in pediatric dentistry. J Clin Pediatr Dent. 2013;38(1):27-30.
  2. NUNCA, eu disse NUNCA , use o controle de voz sem antes ter conversado com o responsável pela criança. Explique (longe da criança, claro – pode ser por telefone entre as consultas) que se vc alterar o tom de voz, não foi porque vc não perdeu a paciência e muito menos porque vc ficou com raiva da criança. Explique que tudo é uma encenação para manter a autoridade durante a consulta e que isso é fundamental para que nosso trabalho seja bem executado.
  3. OBS- Prestou atenção no que eu escrevi no item 2? Leia de novo. E de novo…
  4. Depois da explicação, pergunte se o responsável concordaPeça permissão para fazer controle de voz. Isso é o básico do básico! Se houver concordância, beleza! Vamos em frente! 🙂  Mas vc pode receber uma resposta do tipo “Não, não quero ninguém falando alto com meu filho”… Nesse caso, acho importante vc pensar o que vai fazer: se ficar tentando indefinidamente conseguir cooperação espontânea da criança, ou encaminhar o paciente.  Mas se eu te contar que, até agora, nunca nenhum responsável se negou a aceitar o controle de voz… Todos entendem que é uma técnica de condicionamento e que é preciso controlar a criança na cadeira.
  5. CUIDADO!!! Já perdi a conta de mães que atendi com a seguinte história: “a dentista que atendia meu filho e “do nada“, começou a gritar com ele. Isso não pode acontecer, pessoal!!! O combinado não é caro nem barato: é combinado! Não esqueça nunca de conversar muito com os responsáveis ANTES de falar mais alto com a criança. Se deixar p explicar depois, não sei se vai adiantar muito… 😦

aperto mãos
6.  E as percepções dos pais são tão variadas. De uma família p outra e podem variar até de acordo com sua cultura, etnia, local de residência, etc.  Então não temos receita de bolo… E precisamos respeitar e entender a posição de todas elas.
Para entender melhor esse ponto:  Theriot AL, et al.. Ethnic and language influence on parents’ perception of paediatric behaviour management techniques. Int J Paediatr Dent. 2019 Jan 8.

Só mais duas coisinhas…

  • O ideal é fazer tudo por escrito e pedir para o responsável assinar.  Mal entendidos são desgastantes demais para todos os envolvidos e compromete muito sua imagem profissional!

    assinando contrato

  • Obviamente todos os pais preferem uma abordagem positiva! Eu, como mãe e me colocando no lugar deles, tb penso da mesma forma. Mas como profissional, devo dizer que nem sempre é a abordagem do falar-mostrar-fazer que nos leva a conseguir a cooperação da criança. O controle de voz, quando explicado e consentido, permite sim trabalhar com segurança e com mais qualidade. Quem ganha? A criança! 🙂

crianças rindoHora de ir terminando a postagem e dizer que estamos iniciando turma nova da #ortonaped aqui em SP!! Clique aqui para saber mais E olha só.. Estaremos tb em BH com a #ortonaped com a querida Profa Juliana Reis! Clique aqui para saber sobre BH

No mais, tenho tb na agenda, as atividades da PPG-O da Unicsul,  Dia do Bruxismo (em várias cidades), congressos, cursos e… Olha a novidade! Começamos na Unicsul a Liga Acadêmica de Odontologia para Pacientes Especiais – LAOPE. Projeto envolvendo alunos de graduação e de Pós. Muito bacana isso! Sigam o pessoal no Insta -> @laope_unicsul 

 

Participantes da LAOPE dos dois campi  da Unicsul: Liberdade e São Miguel Paulista ❤


Só p fechar, gostaria de agradecer a oportunidade de ter estado no Simpósio de Dor e Sono na São Leopoldo Mandic. Foi demais!!! O evento foi ótimo e aprendi muito com as palestras que assisti!! Obg pelo convite, Prof Antônio Sérgio Guimarães!! Parabéns para todos os envolvidos!

Por hoje é isso…  Até a próxima, pessoal! 😉

palestra Seminário sono
Simpósio Dor e Sono: São Leopoldo Mandic, Fev  2019

 

Anúncios

2 comentários sobre “Odontopediatra pode gritar? Pode sim senhor. Mas…

  1. Márcia disse:

    Que bom que à odontopediatria evolui , qdo fiz minha especialização ainda ouvia algumas técnicas como mão na boca e achava um absurdo ! Nunca utilizei e me revoltava ver alguns profissionais utilizando . Mesmo assim não desisti de nenhuma criança e aí vejo como a odontopediatria evolui . Temos a sedação com óxido nitroso para casos refratários de medo ou comportamento. Que bom !

    Curtir

    1. adrianaliraortega disse:

      Sim, Márcia! temos técnicas farmacológicas para o gerenciamento comportamental. Mas em muitos consultórios e serviços, essas opções não são disponíveis, e o odontopediatra precisa usar estratégias psicológicas mesmo… :/ Obg pela sua observação!! Gd abc

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s