A Odontologia e as emoções…

Dentistas, esqueçam um pouco os dentes! É obvio que a maioria das ações da Odontologia visam a saúde bucal mas… o indivíduo e suas emoções não podem de forma alguma, ficar em segundo plano!

Nessa semana tive a alegria e o privilégio de fazer parte de duas bancas de teses de doutorado na Faculdade de Odontologia da UFMG e as duas pesquisas avaliadas abordaram emoções e percepções do paciente no seu contexto. As duas foram orientadas pela Professora Júnia Serra Negra, que me convidou e a quem agradeço publicamente a consideração 😀  Opa! Um detalhe… a Júnia é uma super pesquisadora e… poetisa e… cantora. Literalmente um show!   😉

Uma das teses foi defendida pelo colega Maurício Antônio de Oliveira (coorientado pela Profa Miriam Vale) que avaliou medo odontológico em universitários e concluiu que as experiências odontológicas negativas na infância influenciaram o alto medo odontológico em adultos jovens. O Maurício fez dois estudos: um caso-controle (incluiu estudantes de odonto e de outras áreas) e um estudo longitudinal. No longitudinal, foram avaliados estudantes no primeiro e no último ano (os mesmos sujeitos) e ele viu que o conhecimento adquirido no curso não foi suficiente para reduzir níveis de medo odontológico de maneira geral.

Os artigos ficaram ótimos, serão submetidos e em breve quero dar notícia deles aqui!
😀
Parabéns Maurício!

os resultados das pesquisas dessa tese reforçam a responsabilidade da Odontopediatria! Analisando por essa perspectiva, manejo comportamental da criança é mais importante até que o dente! Pq certamente os decíduos dos sujeitos da amostra já esfoliaram, mas a impressão de como eles foram atendidas pelo dentista… Bom, essa está durando pela vida!!! E aí? Vale uma reflexão… Qual a atenção que estamos dando a esse ponto?

Em outras oportunidades, escreverei sobre as outras duas teses que participei nessa semana:
– a tese defendida na UFMG pela Lívia Fulgêncio, que abordou bruxismo e
– a tese defendida hoje na FOUSP pelo Rafael Celestino, que estudou metaboloma salivar

Ah, e voltei bem feliz: conheci novos colegas, matei saudades de outros e não preciso dizer o quanto fui bem recebida. Essa mineirada é boa demais da conta, uai! 😀
Obrigada!!!

Banca Maurício
Banca do Maurício: Eu, Míriam Vale (coorientadora), Maurício, Júnia, Ana Cristina Borges Oliveira, Maria Letícia Ramos-Jorge e Lucas Guimarães Abreu

13 comentários sobre “A Odontologia e as emoções…

  1. Patricia Miranda disse:

    Adriana, observo também que o nível de experiência anterior do odontopediatra como paciente odontológico interfere no manejo com o paciente infantil. Ouço muito os alunos dizerem que é só uma picadinha, ou “aguenta aí, não dói nada” , e quando pergunto o quanto já sofreram numa cadeira de dentista, muitos nunca tiveram uma cárie e não sabem como é essa dor. É a famosa empatia, a capacidade de se colocar no lugar do outro e que muitos não possuem. Parabéns, excelente artigo. Um abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Junia Serra-Negra disse:

      Patricia Miranda temos um outro trabalho já publicado onde a maioria dos estudantes de odontologia que passaram por experiência odontológica negativa na infância relataram que não gostavam de atender crianças.Self-reported dental fear among dental students and their patients.
      Serra-Negra J, Paiva SM, Oliveira M, Ferreira E, Freire-Maia F, Pordeus I.
      Int J Environ Res Public Health. 2012 Jan;9(1):44-54. doi: 10.3390/ijerph9010044. Epub 2011 Dec 29.

      Curtido por 1 pessoa

      1. adrianaliraortega disse:

        Perfeito, Patrícia!! Inclusive eu até falei sobre empatia no dia da defesa quando conversávamos sobre a necessidade da atenção às relações humanas na nossa profissão. A humanização do atendimento é fundamental e às vezes fica em segundo plano: existe um aspecto mecanicista na odontologia que se sobressai demasiadamente… Adorei sua colocação! Bj p vc!

        Curtir

  2. Clarice Gonzaga Barbosa disse:

    Prezados colegas, a minha pesquisa sobre o medo da criança do dentista iniciou em 1985 com defesa em mestrado na Engenharia de Produção – Área de Mídia e Conhecimento-2000- UFSC com o tema – Odontoeducação- Uma abordagem multidisciplinar e se tornam adultos com traumas .
    Parabéns!!!
    Clarice Gonzaga Barbosa

    Curtido por 1 pessoa

  3. Mauricio Antonio de Oliveira disse:

    Profa Adriana,
    A honra de te-la conosco nesses dois dias na UFMG nos trouxe alegria e novos conhecimentos.
    Realmente, o comportamento humano é muito mais complexo do que apenas dentes. A Odontologia precisa de rever o paciente dentro de um contexto biopsicossocial e estudar a boca como parte de um ser indivisivel que tem emoções complexas. A profa Junia Serra-Negra me abriu as portas nas ciências do comportamento e nessa caminhada de seis anos de estudos encontro pessoas tão competentes como voce! Espero que mais e mais odontopediatras proporcionem e multipliquem os conhecimentos sobre o manejo adequado dos nossos pequenos pacientes para influencia-los positivamente no atendimento na vida adulta.
    Grande abraço
    Maurício

    Curtido por 1 pessoa

  4. Mauricio Antonio de Oliveira disse:

    Profa Adriana
    Vou repetir meu comentário porque a Internet aqui está lenta e não vi sinal de que foi registrado.
    A honra de te-la conosco nesses dois dias na UFMG nos trouxe alegria e novos conhecimentos. Realmente a odontologia precisa de rever o paciente além de dentes.
    A odontopediatria deve multiplicar informações sobre o manejo adequado do pequeno paciente para a promoção da saúde e o comportamento positivo do adulto, quando necessário.
    Este foi o primeiro encontro que pode proporcionar outros pela complexidade dos temas (medo E bruxismo) .
    A Profa Júnia me abriu portas e nessa caminhada de buscas dos “porquês” precisamos de juntar conhecimentos.
    Muito obrigado pelas contribuições científicas e pela delicadeza e carinho com que nos referiu!
    Grande abraço
    Mauricio

    Curtir

Deixe uma resposta para Mauricio Antonio de Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s